sábado, 15 de setembro de 2012

EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE ALAGOAS -16 DE SETEMBRO/2012 - FOTOS DO DESFILE

video

Com o tema “Alagoas, ritmos e rimas: do popular ao erudito”, o evento ocorreu neste domingo (16) e tem início às 15h30, em frente ao Memorial à República, na Avenida da Paz, em Jaraguá. A concentração começou às 14h, entre o Clube Fênix Alagoana e a antiga sede da TIM. Viaturas do Samu e do Corpo de Bombeiros estiveram de prontidão no Museu Théo Brandão e nas Lojas Americanas para atender aos participantes e à sociedade. 

O desfile reuniu cerca  2.500 estudantes de 16 escolas (onze da rede estadual e cinco das redes municipal ou privada) distribuídos em 20 pelotões   acompanhados por 19 bandas de fanfarra e marciais que percorreram o percurso que foi  da Fenix ao Memorial à República e Estacionamento de Jaraguá.
clique na foto para ampliar
Escola Tiradentes - Foto: Aparecida

Banda de São Miguel dos Campos - Foto: Aparecida

As bandeiras representam os municípios - foto: Aparecida

Foto Aparecida

Apae -  - Foto: Aparecida

Foto: Aparecida


Palmeira dos Indios - Salve a natureza - Foto Aparecida












Adicionar legenda





















PASTORIL DOS HOMENS





No dia 16 de setembro comemora-se a Emancipação Política de Alagoas. A data  foi considerada pelo Ministério da Cultura como Patrimônio Histórico Nacional, em virtude do seu passado e de ter sido berço do Marechal Deodoro da Fonseca, proclamador da República Brasileira. Esse fato aconteceu em 1817, quando a comarca foi elevada à condição de capitania. Depois disso aconteceram  várias sublevações contra os portugueses se sucederam em Alagoas.

A Primeira Constituição do Estado de Alagoas foi assinada em 11 de junho de 1891 e em 1839 a sede do governo foi transferida da antiga cidade de Alagoas (hoje Marechal Deodoro) para Maceió.

Por volta de 1630, a maior revolta de escravos ocorrida no País, onde se organizou o famoso Quilombo dos Palmares, uma confederação de quilombos organizada sob a direção de Zumbi, o chefe guerreiro dos escravos revoltosos. Palmares chegou a ter população de 30 mil habitantes. Em várias aldeias, se plantavam milho, feijão, mandioca, batata-doce, banana e cana-de-açúcar e também era desenvolvida a criação de galinhas e porcos.

Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário